Downloads de dadosTransferência e Dados

ÁREA DE TRANSFERÊNCIA



A área de Transferência tem como principal objetivo transmitir o conhecimento a agências e órgãos de planejamento e implementação de políticas públicas. Uma outra meta, não menos importante, é a de desenvolver mecanismos de interface com o público técnico em geral – como em nossas Bases de Dados e no Software TerraView Política Social – e com a sociedade – através de nossa Mapoteca, atingindo educadores e alunos do ensino básico, por exemplo.  

Podemos apontar como os principais objetivos práticos da área constituir um Sistema de Informações Geográficas (SIG) com dados espacializados para uso de planejadores urbanos e formuladores de políticas públicas; sistematizar, consolidar e disseminar informações sobre diferentes experiências no campo das políticas públicas e ser um centro multiplicador nessa área; desenvolver aplicativos próprios para integrar dados de diversas origens; treinar com cursos profissionais o uso de dados georreferenciados na formulação e implementação de políticas públicas urbanas; e atuar como um centro de difusão de diagnósticos, indicadores e aplicativos para a compreensão e o uso dos dados espacializados.

PERIODO 2013

As atividades da área de transferência desse periodo tiveram seu foco em:

  • Consolidação e atualização do SIG (Sistema de Informações Geo-referenciadas) e do banco de dados relacional do CEM;
  • Atividades de treinamento enfatizando a disseminação do software Terraview Política Social, desenvolvido em conjunto com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais).

As principais atividades relativas ao item “a”, acima, referem-se à continuidade da atualização dos mapas digitais de ruas, um banco de dados básico para todas as atividades de geo-referenciamento; atualização e criação de novos dados geo-referenciados, com apoio da Fundação SEADE, uma instituição parceira.

Ao lado disso, a organização da Contagem Populacional de 2007 (para o Estado de São Paulo) e do Censo de 2010 (para a Região Metropolitana de São Paulo), por setor censitário, são duas importantes atividades que permitirão aos pesquisadores analisar a evolução das condições sociais (e da dinâmica demográfica), em comparação com as bases censitárias de 1991 e de 2000, previamente organizadas pelo CEM.

Já às atividades envolvidas no item (b) envolvem a disseminação – com o apoio do Inpe e da área de difusão do Centro – do SIG, aplicado como uma ferramenta para o planejamento e para a implementação de políticas sociais, utilizando o software-livre Terraview Política Social (TPS) – adaptado pelo CEM em parceria com o Inpe – em atividades de treinamento. Ajustes de pequena monta para corrigir ou aperfeiçoar o TPS também estão em curso e tomam por base a avaliação dos usuários desse programa que cooperam com o CEM fornecendo regularmente relatórios de retorno. Além disso, a equipe do CEM (pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação e bolsistas de pós-doutorado) passa regulamente por atividades de treinamento interno em análise e técnicas estatísticas. A organização de oficinas com instituições parceiras e outros especialistas ocorre oportunamente, visando validar as metodologias criadas e discutir resultados substantivos. Estão em gestação a organização de seminários abertos a público mais amplo.

Para contatos, escrever para Daniel Waldvogel (danielt@cebrap.org.br).

EQUIPE

  • DANIEL WALDVOGEL THOMÉ DA SILVA, Mestrando em Geografia, Universidade de São Paulo, danielt@cebrap.org.br
  • EDGARD FUSARO, Estatístico, edgard.fusaro@uol.com.br
  • JOSÉ DONIZETE CAZZOLATO, Mestre em Geografia, Universidade de São Paulo, donizete@cebrap.org.br

 

Apoio
cepid
usp
fapesp
cebrap