Celebração dos 20 anos do CEM


Vinte anos contribuindo para o avanço do conhecimento

Neste ano de 2021, o Centro de Estudos da Metrópole faz 20 anos desde a sua criação. Ao longo dos últimos meses, vimos planejamos e executando uma série de atividades para comemorar essa data tão importante, e ao mesmo tempo pensar no futuro. Convidamos uma série de pesquisadores que participaram diretamente do CEM ou com ele dialogaram ao longo do tempo, para emitir suas impressões em um Mural de Olhares, assim como elaboramos, em conjunto com o Urbandata Brasil, uma série de podcasts temáticos que realizam balanços das agendas desenvolvidas, ao mesmo tempo que apontam para nossos desafios futuros. Adicionalmente, convidados a Profa. Sandra Gomes, do Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e ex pesquisadora do CEM, para elaborar balanço substantivo sobre a trajetória do CEM e suas produção. Esse ciclo de atividades se encerra com Seminário de comemoração dos 20 anos, realizado em 26 de novembro, e com conferência do Prof. Jefferey Sellers, da University of Southern California, no dia 3 de dezembro.

Ao longo desse período, foram muitas as atividades de pesquisa, transferência e difusão que realizamos, incluindo publicações, eventos acadêmicos, formação de novos pesquisadores, projetos para o setor público, treinamentos técnicos, debates públicos, além de podcasts, filmes, mapotecas, revistas eletrônicas, etc. Não é exagero dizer que essa trajetória consolidou o CEM como uma das principais instituições de pesquisa básica e aplicada em ciências humanas do país, ademais densamente conectada e reconhecida internacionalmente.

Ao longo desse período contamos com importantes e numerosos parceiros institucionais, como a TV Cultura, o Sesc, a Fundação Seade e o INPE, a quem agradecemos pelos diálogos e pelo apoio. Merecem também especial destaque nossas duas instituições sede, a FFLCH/USP e o Cebrap, além do CNPq, que nos financiou como INCT por um período. Por fim, mas de forma mais destacada, é preciso afirmar o quanto somos gratos à Fapesp, não apenas pelo generoso financiamento, mas também por ter nos impulsionado a perseguir continuamente agendas ambiciosas e integradas, e a formatos institucionais mais consolidados.

Em termos de investigação científica, já há muito passamos a focar nossa atenção na análise das desigualdades sociais, em especial em contexto urbano, sob um olhar interdisciplinar e cada vez mais comparativo e integrado a diálogos internacionais. Ao longo dessa trajetória, publicamos quase 70 livros e 800 artigos e capítulos de livros no Brasil e no exterior, tivemos número próximo de 100 teses de doutorado e dissertações de mestrado desenvolvidas no Centro, além de cerca de 40 pesquisas de pós-doutorado. Em termos metodológicos e teóricos, o pluralismo sempre foi e continua a ser a marca do Centro, não apenas aplicando métodos de vários tipos, mas incentivando e disseminando o desenvolvimento de pesquisa de ponta empiricamente embasada e teoricamente enraizada.

Na área de transferência, desde o início nos dedicamos a uma agenda de dados abertos, gerando e disseminando bancos de dados, construindo sistemas interativos, lecionando cursos e treinamentos, assim como desenvolvendo mais de 30 projetos de pesquisa aplicados a políticas públicas para agências estatais de diferentes níveis de governo. No momento, o CEM disponibiliza 250 bases de dados para download gratuito e mantém quatro sistemas interativos. A área de difusão trabalhou ao longo do tempo com diversas mídias, e hoje se concentra em um website altamente dinâmico, em ativa relação com a imprensa, uma newsletter mensal, um portal conjunto com o Nexo Jornal, o Nexo Políticas Públicas, e atividades diversas com o Urbandata, incluindo podcasts sobre temas urbanos, além de muitas intervenções de nossos pesquisadores na imprensa e em debates públicos. Na verdade, ao longo da trajetória do CEM, o conjunto dessas atividades de pesquisa, transferência e difusão sempre dialogaram entre si e se fertilizaram de forma cruzada, contribuindo para alargar a fronteira do conhecimento, e impactar o debate público, as políticas públicas e a sociedade. 

Com a expectativa de que tais efeitos tenham de fato ocorrido, renovamos nosso compromisso de contribuir para a produção do conhecimento e para a construção de cidades (e sociedades) menos desiguais, mais diversificadas e justas. 

Eduardo Marques
Diretor do CEM


Novidades:

N01

Artigo escrito por Sandra Gomes, professora do Departamento de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e ex pesquisadora do CEM

N01

Evento realizado em 26 de novembro de 2021

N01

Confira os depoimentos de atuais e ex pesquisadores, de parceiros e de membros do Comitê Internacional de Pesquisa do Centro de Estudos da Metrópole (CEM-Cepid/Fapesp)

Podcasts especiais sobre os 20 Anos do CEM, com entrevistas que discutem temas ligados ao nosso campo de pesquisa, produzidos pela equipe do UrbanData

 


Expediente:

Diretor: Eduardo Marques
Vice-diretor: Adrian Gurza Lavalle

Comissão Organizadora da celebração dos 20 Anos do CEM:
Ursula Peres e Renata Bichir (Coordenadoras)
Bianca Freire-Medeiros
Mariana Giannotti

Equipe Técnica: 
Janaína Simões (Comunicação)
Hans Harley Ccacyahuillca Bejar (Design, Edição de Vídeos e do Site)
Kaio Gameleira (Edição de Vídeos)
Kaue Oliveira Almeida (Design do Site)
Shirley Danuzia (Apoio Administrativo)



 



 

 

Apoio
fapesp
cepid
usp
cebrap